Como vender o seu imóvel em segurança?

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
vender imóvel

O que preciso saber para vender o meu imóvel?

Quer seja sozinho, ou com a mais-valia de um agente imobiliário pelos seus contactos privilegiados e conhecimento sobre o mercado bem como do procedimento na hora de vender um imóvel, vamos apresentar-lhe algumas dicas para que consiga iniciar este processo.

Planeia vender? Neste artigo irá encontrar todos os passos que precisa dar para garantir que tudo corre bem.

Quando decidir realmente vender a sua casa, saiba que irão existir momentos em que se poderá sentir particularmente desorientado, nomeadamente no momento de definir um preço para o imóvel ou gerir as visitas que irão surgir. A pensar nesses momentos, explicamos como lidar com alguns momentos fundamentais do processo de vender a casa sozinho.

 

Avaliação do imóvel:

Para uma avaliação imparcial, o primeiro passo é identificar a motivação da venda para que possamos avaliar o imóvel da melhor maneira.

É comum as pessoas perceberem o valor de uma casa por conta da relação afectiva criada com aquele espaço. No caso da motivação de venda ser uma memória negativa ou um trauma, o olhar do proprietário pode influenciar negativamente na determinação do valor. Já o oposto, que é o habitual, os donos sobrestimam o preço do imóvel por causa das boas lembranças que viveram no local – o que leva ao não encontro do comprador adequado. A seguir veja algumas dicas de como avaliar o seu imóvel:

A primeira dica quando decidir vender o seu imóvel é identificar os sentimentos em relação ao imóvel, viver essas emoções e só depois disso avaliar as vantagens e desvantagens de vender o imóvel. Como em qualquer negócio, ninguém gosta de perder. Contudo, não perder dinheiro também não pode significar atribuir um valor exorbitante e irrealista ao imóvel que pretende vender. 

A segunda dica é fazer um estudo de mercado. Compare outras casas com as mesmas características que a sua e de preferência na mesma localização. Feito esse estudo, analisado o preço de outros imóveis, as condições dos mesmos poderá posicionar o seu preço. A atribuição de um valor maior ou menor ao seu imóvel, do que a média praticada no mercado vai depender de alguns factores, como obras de melhoria que tenha feito à casa, o estado de conservação em que foi mantida, a exposição solar e outras características como espaço, arrumação, despensa, wcs, entre outros.

O nosso conselho é que seja razoável, porque vender uma casa é também uma venda emocional e atribuir um preço ao seu lar não é tarefa fácil. Procure colocar-se na pele de um comprador ao atribuir um preço adequado quando pretender vender o seu imóvel.


Verifique a documentação necessária

Depois da decisão de vender o imóvel, a expectativa do proprietário é que este processo se concretize logo. No entanto, antes de anunciar o imóvel é importante garantir que reúne toda a documentação necessária para a venda:

  • Documentos pessoais do proprietário.
  • Certidão predial com benfeitorias (ou existente).
  • Avaliação do imóvel.
  • Impostos relacionados com o processo de compra e venda.

 

Avalie a necessidade de intermediários

Na hora de vender o seu imóvel deverá ter em conta o seu cenário pessoal para decidir se deseja contar com o apoio de um agente imobiliário ou não. Se dispõe de tempo e tem conhecimentos básicos do processo, poderá seguir sozinho:

Sem Agente Imobiliário, como proprietário terá de:

  • Organizar a agenda das visitas e acompanhá-las
  • Resolver a parte burocrática de compra e venda (contratos, certidões,etc)
  • Divulgar por conta própria o imóvel

Com Agente Imobiliário:

  • Não se responsabilizará com agendamento de visitas
  • Irá ter o seu imóvel na rede de contactos no mercado que o Agente possui,
  • Fica livre de procedimentos burocráticos
  • Terá consultoria em todos os processos: avaliação do imóvel, gestão de visitas e propostas de interessados. 

Independentemente da maneira como deseja seguir ao vender o seu imóvel, é importante ter em consideração de que este não será um processo rápido.


Colocar à venda

A divulgação na hora de vender o seu imóvel é crucial para a sua venda, e temos ao nosso dispor algumas ferramentas que alavancam o grau de divulgação alcançado. Quer pelos meios mais tradicionais, quer através das usuais redes sociais, temos para si algumas dicas:

Certamente que na altura em que comprou o seu imóvel, visitou algumas vezes o local para avaliar acessos, ambiente segurança etc e como tal, possíveis compradores poderão fazer o mesmo. Por esse motivo, colocar a tradicional placa a dizer ‘vende-se’ com o seu contacto poderá ser boa ideia. Colocar um anúncio no jornal também pode resultar.

Sites dedicados à publicitação de imóveis – Nos dias que correm, enquanto clientes, antes de fazermos qualquer compra que envolve avultadas quantias de dinheiro, procuramos ter o máximo de informações possíveis sobre a mesma. Dessa forma, os interessados em comprar casa certamente vão procurar em sites da especialidade.

Rede de contactos– A sua rede de contactos é uma ferramenta muito valiosa e mais poderosa do que pensa. o famoso ‘boca-a-boca’ é muito eficaz na divulgação de um negócio. Procure divulgar o imóvel junto dos seus familiares, amigos, colegas e vizinhos. Cafés e comércio local são uma boa fonte de informação local para quem procura na zona.

Seja qual for o meio que irá utilizar para fazer a divulgação do seu imóvel, elaborar uma descrição apelativa e descritiva, bem como tirar fotografias de qualidade e profissionais é fundamental para a atracção de compradores. Atente nas dicas úteis que facultamos para que execute fotografias de sucesso para os seus anúncios imobiliários (Ver no link acima 👆).


Gerir Contactos

Gerir os contactos e visitas na hora de vender o seu imóvel, não é apenas marcar na sua agenda. Poderá estar a deixar entrar em sua casa um potencial comprador, mas também estará a deixar entrar um completo estranho. Por esse motivo, quando marcar a visita procure saber porque é que a pessoa está à procura de casa ou o que valoriza no imóvel, e se a resposta o deixar na dúvida cancele o encontro. É sempre melhor conversar telefonicamente, não só através de mensagens/chats.

No momento da marcação da visita, deverá ter em conta alguns detalhes como por exemplo: procure a hora certa para mostrar a casa, se houver trânsito nos acessos ao imóvel marque para depois da hora de ponta, ou marque para um horário em que a exposição solar irá valorizar o seu imóvel.


A Visita

Quando pretende vender o seu imóvel, é necessário preparar o mesmo previamente, não só em termos físicos, como emocionais. Ou seja, como proprietário é fundamental que saiba melhor do que ninguém as vantagens de viver naquela casa e naquela zona, como tal a história que vai poder contar será determinante na decisão do potencial comprador. 

Prepare-se para responder a questões como: a casa precisa de obras?; existe possibilidade de negociar o valor do imóvel?; há quanto tempo tem a casa à venda?’; como é que é a zona?’ quem são os vizinhos?….

 

Tenho uma pessoa interessada em comprar a casa. E agora?

1º Discussão do valor do imóvel
Na hora de vender o seu imóvel, certamente surgirá esta questão, e sugerimos que no momento em que decide dar o preço à sua casa se recorde dela. Defina um objectivo mínimo que considere razoável e não desça. Ao atribuir um valor deverá considerar o seu objectivo e entender que a venda poderá ser mais ou menos demorada em função do mesmo.

2º Contrato de promessa de compra e venda (CPCV)
Este é um instrumento que formaliza a intenção de comprar e que serve como garantia até à celebração do contrato definitivo. É por isso o primeiro passo no processo quando estiver a vender o seu imóvel,  no momento em que tiver um comprador.

3º Oficialização do negócio
Terá de garantir que tem a documentação toda em dia – a sua pessoal e a do imóvel em causa para a celebração de contratos e escrituras de modo a se proceder ao respectivo registo.
Depois de ter o negócio fechado e encerrado guarde toda a documentação e verifique todas as contas para efeitos fiscais e tributários.

Concluindo,
Tratar de vender o seu imóvel sem recorrer a um intermediário não é uma tarefa impossível como podemos verificar, no entanto e apesar de não ser um processo particularmente complicado, reforçamos a necessidade de se sentir confortável ao vender a sua casa sem ajuda de um profissional. Se não está seguro e confiante de que consegue lidar com todo este processo, o melhor será deixá-lo para quem já está habituado e conhece o mercado como ninguém. 

Partilha este artigo

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin

Deixe o seu comentário

Siga-nos

Newsletter

Receba nossas newsletters

Você também pode gostar destes artigos: